Adultério….

Este Post não tem nada a ver com “por a cabeça” ou fazer delas parvas ou deles claro! Sinceramente acho que as coisas que se fazem, nem à própria sombra se devem contar (reparem como estou socialmente correct) . Isto para contrariar o que alguém dizia por aí que os homens gostam muito de se gabar. Esta é a prova que não se deve fazer.

Acrescento ainda que há muitos homens que têm mais prazer no acto de se gabarem de que no outro (por outro entenda-se aquela situação que é conveniente não mencionar aqui, mas que se pode ver em qualquer altura no Nacional Geografic entre os animaizinhos e etc.. E aquela com os sapos a escorregarem, ahaha, mas isso agora não interessa nada,…. e o da viúva negra, livra……)

 Já uma vez contém aquela história em que,

“…um navio naufragou e ficaram numa ilha deserta a Claudia Shiffer e um gajo! ao fim de uns tempos (2 segundos depois, porque o naufrago era um digno representante dos Tugas, para não dizer um uma certa comunidade de Blogistas), já os dois estavam “enrolados” (reparem para a minha educação). Ao fim de uns dias de muitos “enrolos” apareceu vindo do mar um baú com roupas de homem. O gajo (e isto porque não faço p….a de ideia de como se devia chamar) ao ver tanta roupa de homem pediu à Claudia para que se vestisse como homem. Ela, indignadissima (que fixe esta palavra) perguntou, “…então tu tens o que muitos homens, incluindo até os das Diarreias Mentais, gostariam de ter e pedes para que me vista de gajo?? estou mesmo a ver que o que se diz por aí é verdade! quanto mais a fartura, mais rápido eles viram…!!! (reparem o que se passa com a história do sabonete e da garrafa de Old Spice no WC do Olivais Shoping (já era hora deste Blog ter um patrocinio desse Shoping ou o Shoping ter, pelo menos publicidade do Blog no WC) que confirma a tese da Claudia) Diz o gajo, “…vá lá, não te custa nada fazeres esse jeitinho!!!! ela contrariada, lá se vestiu de homem (e como estava linda, mesmo assim (insisto em dizer que estou a cumprir com as indicações do “lápis azul” pois não disse que “estava boa”, etc., etc.).” E agora o que faço???” agora vai para ali ao pé da água que eu já lá vou ter!!! Ele aproxima-se por traz dela (não, não vai en……r……..a, suas mentes perversas (até que são precisos 15 dias)) e diz-lhe ao ouvido: “sabes uma coisa???? ando a comer a Claudia Shiffer….!!!

Mural da História….. não perceberam, ok, eu depois explico…

Aqui vai um vídeo que comprova a necessidade de estar calado…..

Anúncios

Os Metrossexuais

Mas afinal, o que é metrossexual?
Metrossexual é um termo originado nos finais dos anos 90, pela junção das palavras metropolitano e heterossexual, sendo uma gíria para um homem heterossexual urbano excessivamente preocupado com a aparência, gastando grande parte do seu tempo e dinheiro em cosméticos, acessórios e roupas de marca.
São clientes assíduos de salões de beleza, casas de estética, ginásios, eventos fashion e bares da moda.

Reconhecemos um metrossexual pelas unhas bem cuidadas, uso de maquilhagem (lápis de olho, pó facial, rímel etc.) e roupas de marca sempre dentro dos padrões da moda (ultra fashion como se diz por aí).
Têm geralmente um corpo trabalhado e bem cuidado, isso pelo exercicio físico, fazem uso de hidratantes, cremes e até depilação com cera quente para se livrar de pêlos indesejáveis.
A existência deste tipo de homem movimenta o mercado, pois é um consumidor exigente e muitas vezes impulsivo. Já existe até um manual, em livro, para esse Ser tão vaidoso.
O metrossexual é um narcisista.

Mas atenção, não confundam o termo Metrossexual com Gay!
E qual é a diferença? (Perguntam vocês)
E a resposta é: o gay leva no cu, o metro se calhar (e note-se neste se calhar uma leve enfatização) leva no cu!

Convivência com metrossexuais.
É complicada, conseguem ser piores que as gajas! Demoram horas e horas em lojas, gastam cerca de 300 a 500€ em roupa (por semana), Têm um armário para perfumes, um para pulseiras, outro para relógios, outro para a roupa interior (etc, etc).
Tudo é centrado neles. “Como está o meu cabelo hoje?”, “Já viste o tamanho dos músculos que ando a ficar?”. “Hoje fui fazer madeixas novas!”, “Já viste os meus sapatos novos?”, “Desculpa, não posso estar contigo porque tenho marcado uma limpeza facial.”…
E como é que eu sei isto? Tenho amigos que se dizem metrossexuais.
“Eu sou metro!” e eu respondo: “Metro?? Só se for metrogay!! És é uma puta fina, é o que tu és!” e eles ainda sorriem (de orgulho).

É triste.
Homens! – Cuidar de si próprios, sim acho muito bem. Não gostamos de homens com aparência desleixada, a cheirar a cavalo, barba por fazer e sebo acumulado.
Mas! O que é demais enjoa (e dá pra desconfiar!)